top of page

Como alfabetizar: o que diz a neurociência?

Ao entender como alfabetizar uma criança, a etapa de aprender a ler e escrever é um passo importante para a autonomia.

Para acompanhar as crianças nesta viagem, existem diversas atividades que fazem parte desta aventura que é a aquisição de novos conhecimentos.

Nesse sentido, as linguagens oral e escrita são ferramentas que permitem às crianças se comunicar, expressar conceitos, pensamentos e significados por meio de um código.

Aprender, portanto, significa modificar a estrutura das habilidades possuídas e as ligações entre elas, de modo a integrar progressivamente novas informações. 

Quer saber como alfabetizar seus alunos da maneira que o cérebro deles aprende melhor? Continue lendo.

Como alfabetizar crianças: elementos básicos

As crianças aprendem a se comunicar já nos primeiros meses de vida por meio do olhar, gestos comunicativos e referenciais.

Elas utilizam expressões faciais e já têm as primeiras vocalizações que levarão ao desenvolvimento das primeiras palavras intencionais e simbólicas por volta do primeiro ano de vida. 

Ao longo da infância, diversas habilidades são aprimoradas de acordo com a idade. 

Dessa forma, um dos elementos fundamentais para a aprendizagem é o ambiente. Os adultos precisam criar oportunidades de aprendizagem oferecendo a meninas e meninos um ambiente repleto de estímulos. 

Nesse sentido, a contribuição de brincar, na escola ou em casa com a família, e do ambiente nesse processo são de grande relevância para quem busca entender como alfabetizar. 

O primeiro passo na leitura e na escrita é o conhecimento dos sons. Por isso, são fundamentais todas as experiências de diálogo e leitura iniciadas desde cedo. 

Essa competência geralmente é totalmente adquirida por volta dos seis anos de idade, enquanto muitos erros de pronúncia são comuns até os quatro anos de idade.

O segundo passo é aprender a associar letras e sons. As possibilidades de inventar jogos e atividades são infinitas.

É interessante lembrar que as fases que determinam a aprendizagem têm relação com o momento em que percebemos a informação por meio da atenção. 

Em seguida, essa informação se consolida pela memória, existe a conexão pela lógica e sua externalização. 


Como alfabetizar da maneira que o cérebro aprende melhor e a atividade neuronal

Como Alfabetizar com Neurociência

O neurocientista Stanislas Dahene estudou os neurônios da leitura. 

Nesse sentido, o pensamento humano baseia-se no correto funcionamento de três áreas de atividade neuronal, que são:

  1. um espaço neuronal no qual a atenção pode ser focada para encontrar os conceitos sobre os quais raciocinar, que envolve a memória;

  2. atividade inconsciente neuronal proveniente da relação entre o indivíduo e seu ambiente;

  3. atividade neuronal consciente por meio da qual o indivíduo tenta raciocinar sobre os dados provenientes do ambiente.

Segundo Dehaene , a consciência é o resultado de uma atividade cerebral que estimula o neocórtex. 

Portanto, os métodos de leitura têm correlação direta com a atividade neuronal, de forma que a neuroimagem se vincula a circuitos corticais no processamento de grafemas e fonemas, que são mecanismos relacionados com a leitura. 

Temos um curso completo que vai te explicar tudo sobre os processos cerebrais que envolvem a Alfabetização. Com ele você vai saber Como Alfabetizar qualquer Criança levando a neurociência para dentro da sua sala de aula.

CLIQUE NO link abaixo e aproveite o benefício. QUERO SABER MAIS


O que a ciência diz sobre a neurociência e sobre a alfabetização e como Alfabetizar da maneira mais rápida e fácil

Ciência e Alfabetização

Um artigo publicado pela Revista da Associação Brasileira de Psicopedagogia explica que “a aprendizagem da leitura envolve vários processos visuais, fonológicos, semânticos e linguísticos, ativando diversas partes do cérebro da criança”.

Logo, concluiu-se que, ao entender como alfabetizar, aprender a ler inclui desenvolver habilidades fonológicas, sendo indispensável para a aprendizagem na decodificação de códigos.

São processos interligados que se complementam. 


Memória e aprendizagem

Neurociência e Alfabetização - Como Alfabetizar Qualquer Criança

Um outro estudo, promovido por pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), aponta que acontecem equívocos entre educadores no entendimento da memória e da aprendizagem. 

Antes, acreditava-se que memorizar estava associado a decorar simplesmente. Porém, percebeu-se que apenas decorar é um hábito danoso para crianças. 

Por outro lado, a memória precisa ser treinada de acordo com o que se aprende ao longo do tempo, estimulada da maneira certa através de atividades que desenvolvem habilidades necessárias para alfabetizar qualquer criança da maneira certa.

Nesse sentido, a memória de curto prazo deve ser apenas um ponto de partida para a memorização de longo prazo. 

E para desenvolver a memória de longo prazo, a emoção é fundamental.

A psicopedagoga Carla Silva, em seu canal do Youtube, uma aula para você avançar com seus alunos na alfabetização de uma maneira simples e rápida, sem ficar prezo na memorização veja



O papel das emoções para saber como alfabetizar

Emoções na Alfabetização para Alfabetizar Qualquer criança

As emoções também desempenham um papel importante no processo de aprendizagem, pois elas envolvem o funcionamento do cérebro, inclusive quanto aos sinais e as formas de linguagem orais ou escritas. 

A promoção do conhecimento das emoções é importante na sala de aula, onde o ensino didático deve visar não só a cognição, mas também a emoção.

Portanto, deve promover a inteligência necessária para que as crianças se tornem adultos felizes e adaptados ao meio. 

Uma inteligência focada em uma perspectiva holística, na qual não só a dimensão cognitiva é importante, mas também a necessidade de explorar as dimensões emocionais e comportamentais, ajuda crianças e adolescentes em toda a aprendizagem ao longo dos anos. 

Além disso, eles conseguirão desenvolver a compreensão mútua e a solidariedade.

Você deseja se tornar um especialista em em Alfabetização e Neurociência?

Acompanhe as melhores dicas sobre aprendizagem infantil!

Facilitar o processo de aprendizagem infantil, capacitando pais e profissionais, é o objetivo da Oficina da Inteligência. Fundada pela psicopedagoga Carla Silva e pelo CEO Willian Pedrom, a iniciativa visa transformar as relações humanas e melhorar o processo de ensino, oferecendo treinamentos aos professores.

Com uma visão 360°, o site oferece também aos pais todo o conhecimento necessário para que possam participar desta jornada de conhecimento e desenvolvimento. Entre em contato!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page